Dos planos que se vão

Não sei vocês, mas eu sou uma pessoa extremamente sonhadora e ansiosa. Fico arquitetando “miliuma” maneiras de executar um projeto da minha mente. O grande problema é: NUNCA sai do jeito planejado. Quando acontece, mesmo de um jeito não tão perfeito, até dá para entender, mas e quando tudo fracassa?

Não tenho maturidade para lidar com tantas frustrações, mas é preciso paciência (juro que tento, mas é difícil). Em razão disso, estou tentando deixar de ser “aloka” que quer ver tudo milimetricamente ajustado da forma que esse meu cérebro desordenado deseja. Já consegui? Claro que não… estou me adaptando e buscando essa aura divina para conseguir aceitar que “certas coisas são impossíveis”.

Não significa, porém, que eu deva desistir de buscar… simplesmente que eu preciso focar de outra forma: eu até posso me esforçar para conseguir, mas será que valerá a pena? Será que não existe algo melhor? Então prossigo numa busca infindável que realizações… sério mesmo, não acaba (uma coisa emenda na outra, que emenda em outra, e em outra…).

Se você, leitor, se reconhece um pouco nesse texto (bem confuso, eu sei), deixe seu comentário aqui e, assim, um ajuda o outro.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s